Acesso ao principal conteúdo
Imprensa

Protesto contra casamento gay foi um sucesso mas não serviu para nada

Franceses protestam contra projeto de lei de casamento homossexual
Franceses protestam contra projeto de lei de casamento homossexual REUTERS/Benoit Tessier

O sucesso da manifestação contra o casamento gay rendeu reportagens de capa nos prinicpais jornais franceses desta segunda-feira. A imprensa católica e conservadora destaca que a mobilização superou as expectativas e pressiona o governo a ouvir as reivindicações dos manifestantes.

Publicidade

Com uma foto que ilustra a participação massiva, de crianças até idosos, a manchete do Le Figaro escreve que para os organizadores um milhão de pessoas desfilaram pelas ruas de Paris. Mas o número de participantes da passeata pouco importa, diz o jornal conservador.

O que ficou evidente foi a mensagem clara dos franceses que se sentem abalados pelo ataque às suas convicções mais profundas com o projeto de lei do governo. Para esse parte da população o casamento, visto como a união entre um homem e uma mulher com o objetivo da procriação, é uma convicção.

Em um editorial mais longo do que o habitual, Le Figaro contesta o argumento do governo de que o projeto do casamento gay fazia parte do programa de campanha do presidente François Hollande e por isso tem que ser levado adiante. O jornal lembra que a proposta de conceder o direito de voto aos estrangeiros também fazia parte das promessas do socialista Hollande e foi abandonada pelo próprio governo.

Desafio vencido, escreve em sua manchete o jornal católico La Croix. O desfile dos opositores ao casamento entre pessoas do mesmo sexo atingiu seus objetivos, ou seja, reuniu uma multidão em um clima pacífico.

Em editorial, o La Croix afirma que o governo, ao se limitar a ver nessa mobilização um público homogêneo e homofóbico, não entende as raízes profundas da preocupação em relação à família. O jornal defende que seja elaborado um novo estatuto para reforçar a união civil e os direitos dos homossexuais até em relação às crianças adotadas por eles.

Diante do sucesso dessa manifestação, o Aujourd'hui en France pergunta em sua capa : e agora? Mas virando a página o próprio jornal responde: essa forte mobilização não serviu para nada. Isso porque o governo já anunciou que não vai ceder nem aos apelos de um referendo siobre o assunto.
 

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.