Acesso ao principal conteúdo
reality show/morte

Morte de participante do reality show francês Koh Lanta cancela programa

Logo do reality show francês Koh-Lanta, produzido e transmitido pela rede de televisão TF1.
Logo do reality show francês Koh-Lanta, produzido e transmitido pela rede de televisão TF1. Divulgação/TF1

A morte de um dos participantes do reality show francês Koh-Lanta fez com a rede de televisão TF1, uma das mais populares na França, cancelasse a edição deste ano do programa que estava sendo gravado no Camboja. O candidato, de 25 anos, foi vítima de uma crise cardíaca no primeiro dia de gravação.

Publicidade

O jovem Gérald Babin, participante da 16ª edição do reality show francês, morreu no hospital da ilha de Koh Rong, no sul do Camboja. De acordo com a Adventure Line Productions (ALP), produtora do Koh-Lanta, Babin teria sentido dores desde o primeiro dia em que chegou ao local. Um médico responsável pelos participantes lhe prestou os primeiros socorros, mas no trajeto até a emergência do hospital, o francês de 25 anos teve uma série de paradas cardíacas e não resistiu.

Antes de iniciar sua participação, como todos os candidatos, Babin, que é descrito como um homem de porte físico atlético, foi submetido a eletrocardiogramas e a testes físicos. A produção também garante que a equipe médica do programa é exigente e faz exames frequentes dos participantes.

Koh-Lanta é um dos reality shows mais célebres na França, realizado há 16 anos e acompanhado por mais de 7 milhões de telespectadores. O programa, que é uma adaptação do famoso "Survivor", submete seus participantes a provas de força, estratégia e sobrevivência em lugares paradisíacos. As condições precárias que os candidatos são obrigados a enfrentar, como fome e falta de higiene, é o que mais chama atenção de seus fãs.

O formato deste tipo de reality show é conhecido em todo o mundo; cerca de 40 países o produzem e o transmitem desde o lançamento do original na Suécia, em 1997.

Em 2009, a versão búlgara da produção perdeu o partipante Noncho Vodenicharov, de 53 anos, vítima de um ataque cardíaco. Alguns meses depois, no mesmo ano, o candidato Saad Khan, de 32 anos, morreu afogado em uma das provas na versão paquistanesa do programa.

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.