Acesso ao principal conteúdo
Pedofilia/Igreja Católica

Papa Francisco faz apelo para que Igreja endureça o combate à pedofilia

Papa Francisco quer o endurecimento das medidas para punir os culpados de crimes de pedofilia na Igreja Católica.
Papa Francisco quer o endurecimento das medidas para punir os culpados de crimes de pedofilia na Igreja Católica. REUTERS/Stefano Rellandini

O papa Francisco fez um apelo nesta sexta-feira para que a Igreja Católica reforce sua luta contra a pedofilia, um dos assuntos que mais abalaram a instituição. "O Santo Padre pediu em particular que a Congregação dê continuidade à linha estabelecida por Bento 16 e aja com determinação contra os abusos sexuais", informou o Vaticano através de um comunicado.

Publicidade

O Vaticano divulgou o comunicado com o apelo do papa Francisco depois que ele se reuniu com o diretor da Congregação Doutrina pela Fé, Gerhard Ludwig Muller, responsável pelo polêmico assunto na Igreja Católica.

Na mesma linha de Bento 16, o Pontífice reclamou o prosseguimento das medidas para punir os culpados e lembrou as conferências episcopais o dever de "formular e colocar em prática" ações necessárias contra o crime. Esta é a primeira vez que o papa argentino fala publicamente e diretamente sobre o assunto.

O escândalo de padres que abusaram sexualmente de crianças e adolescentes estourou nos Estados Unidos no começo dos anos 2000. Em 2010, uma nova onda de revelações sobre pedofilia surgiu nos Estados Unidos, na Austrália, na Alemanha e na Irlanda.

O Vaticano indicou recentemente que continua a receber por ano cerca de 600 denúncias sobre casos de abusos sexuais de menores que aconteceram nos anos 60, 70 e 80. Durante seu pontificado, Bento 16 pediu perdão em nome da Igreja Católica pelas vítimas de pedofilia e pregava a tolerância zero contra o crime.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.