Acesso ao principal conteúdo
Espionagem/Alemanha

Merkel faz apelo por esclarecimentos sobre espionagem dos EUA

O telefone celular da chanceler alemã teria sido alvo da espionagem americana.
O telefone celular da chanceler alemã teria sido alvo da espionagem americana. REUTERS/Fabrizio Bensch

A chanceler alemã, Angela Merkel, pediu nesta segunda-feira, dia 18 de novembro, que os esforços para esclarecer a suposta espionagem americana na Alemanha sejam implementados. “A situação é muito grave. Todos os esclarecimentos devem ser feitos”, disse a premiê durante uma sessão extraordinária no parlamento do país.

Publicidade

Os deputados também discutiram hoje sobre as conseqüências das relações Berlim-Washington – que vivem uma forte tensão após as revelações bombásticas sobre a suposta espionagem americana em território alemão.

Merkel, cujo telefone celular teria sido monitorado por Washington, ressaltou que as relações e as negociações para um acordo de livre comércio entre Alemanha e Estados Unidos foram colocadas em questão devido às suspeitas do rastreamento de dados americanos. “Para o futuro, será necessário criar um clima de confiança”, reconheceu a líder.

Há pouco mais de dez dias, o secretário de Estado americano, John Kerry, reconheceu que as acusações de espionagem criaram uma forte tensão entre os dois aliados que tem uma relação, segundo ele, de “franqueza e respeito mútuo”. A Alemanha é um dos grandes amigos dos Estados Unidos e um dos nossos aliados mais importantes", disse Kerry em entrevista ao jornal alemão Bild.

O Parlamento também excluiu hoje a possibilidade de acolher o ex-consultor da NSA, Edward Snowden, atualmente asilado na Rússia. A Alemanha teme sofrer pressão para que o americano seja extraditado aos Estados Unidos, caso entre em território alemão.

Indigno de confiança

A mídia alemã reagiu em massa contra a possível espionagem americana no país - profundamente marcado pelo regime nazista e comunista, na Alemanha Oriental -, e onde a opinião pública é muito sensível ao respeito da vida privada. No começo de novembro, uma pesquisa apontou que 61% dos alemães acreditam que os Estados Unidos não são um aliado digno de confiança.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.