Acesso ao principal conteúdo
Dalai Lama/papa

Papa recusa audiência privada a Dalai Lama para não irritar China

O Dalai Lama, em Mumbai, em 2014.
O Dalai Lama, em Mumbai, em 2014. Reuters

O papa Francisco recusou uma audiência privada com o Dalai Lama, líder máximo dos budistas tibetanos, para não prejudicar as relações já difíceis entre a igreja católica e a China, anunciou o Vaticano na sexta-feira (12).

Publicidade

O pedido de um encontro com o chefe espiritual dos tibetanos foi rejeitada “por razões evidentes ligadas a uma situação delicada” na China, anunciou um porta-voz do Vaticano, segundo o qual o Dalai Lama teria entendido a decisão papal.

O Dalai Lama, que está em Roma participando de uma reunião de pessoas premiadas com o Nobel da Paz, declarou à imprensa italiana que ele havia solicitado uma audiência, mas que não tinha a intenção de provocar constrangimento ao líder católico.

Um responsável do Vaticano, que pediu anonimato, declarou à agência France Presse que Francisco havia recusado o pedido “não por medo, mas para poupar mais sofrimentos a quem já tem sofrido muito”, em alusão aos católicos chineses.

O último encontro do Dalai Lama com um papa foi em 2006, quando o líder tibetano se reuniu com Bento 16.
 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.