Acesso ao principal conteúdo

Imprensa francesa otimista com PSG para jogo com Barcelona pela Liga dos Campeões

Barcelona treina no estádio Parque dos Príncipes em Paris, nesta terça-feira (14).
Barcelona treina no estádio Parque dos Príncipes em Paris, nesta terça-feira (14). REUTERS/Gonzalo Fuentes

O confronto na noite desta quarta-feira (15) no Parque dos Príncipes, em Paris, entre o PSG e o Barcelona, em jogo válido pelas quartas de final da Liga dos Campeões da Europa, monopoliza a imprensa francesa. Jornais especializados ou não demonstram confiança em uma grande façanha dos parisienses contra o time dos craques Lionel Messi e Neymar.

Publicidade

Diante de uma das maiores equipes da Europa e do mundo, o clube parisiense deverá superar Lionel Messi e seus companheiros, que estão no mais alto nível desta arte que é o futebol, segundo o jornal Le Parisien.

Seria um sonho vencer o Barça, principalmente com as ausências de tantos jogadores importantes, entre eles o atacante Ibrahimovic, suspenso. Mas David Luiz pode ser a surpresa, escreve o jornal. O brasileiro deveria ficar um mês longe dos gramados e acabou treinando ontem com o grupo, como se não sentisse nada na coxa esquerda.

Le Parisien traz uma charge para ilustrar o tamanho do desafio do time esta noite. Uma mulher pergunta ao seu marido na frente da tela de uma televisão: "O PSG pode ganhar do Barcelona?". Ele responde otimista: "Conseguimos vender o Rafale, então podemos acreditar em qualquer milagre!".

O jornal também afirma que existe um confronto paralelo entre amigos, já que muitos jogadores de um mesmo país defendem cores de times diferentes. É o caso dos brasileiros Neymar, do Barcelona, e Lucas Mouran do PSG, que apareceram abraçados após o duelo entre as duas equipes no mês de dezembro. Outros exemplos citados são dos argentinos Lionel Messi e Lavezzi e ainda dos uruguaios Luis Suárez e Edinson Cavani.

Desafio comparado ao dos ciclistas

Le Figaro escreve que apesar dos desfalques, o PSG vai tentar novamente surpreender o time barcelonês, apresentado como um verdadeiro carrasco dos parisienses. A referência é à eliminação do PSG pelo Barcelona dois anos atrás na mesma fase da competição. Na ocasião, os dois times empataram. Primeiro, 2 a 2, em Paris, e depois, no jogo decisivo de volta, no Camp Nou, houve empate de 1 a 1. O critério de gols marcados fora de casa definiu a vaga para o time catalão.

O diário compara o desafio do time parisiense a uma etapa difícil da Volta da França, prova ciclística onde os concorrentes devem superar etapas cada vez mais dolorosas. "Depois de eliminar com brio o Chelsea, chegou a vez de uma "montanha" mais alta: o time catalão", afirma o texto.

Entrevistado pelo Le Figaro, o correspondente da RFI na Espanha, François David, lembra que as duas equipes já se enfrentaram quatro vezes nos últimos dois anos e os jogadores já se conhecem. O público espanhol respeita o PSG, garante o jornalista.

"Hora da verdade"

O diário esportivo L'Équipe diz que "chegou a hora da verdade" para o time parisiense e mesmo sem grandes jogadores, como o atacante sueco Ibrahimovic, o PSG tem condições de vencer e sair em vantagem, antes do jogo decisivo em Barcelona.

Depois de ter eliminado o Chelsea em um jogo dramático, o time do treinador Laurent Blanc "deverá mostrar que é mais do que um outsider no futebol europeu", estima o jornal.

Sobre o jogo, L'Équipe destaca a preocupação manifestada ontem pelo técnico e pelo lateral esquerdo Maxwell de que o time deve ser sólido defensivamente e evitar tomar gols dentro de casa, um critério que eliminou o PSG para o mesmo Barcelona, na temporada de 2012/2013.
 

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.