Acesso ao principal conteúdo

Governo francês fracassou na luta contra o desemprego

Capa dos jornais franceses Les Echos e Le Figaro desta terça-feira, 02 de julho de 2015
Capa dos jornais franceses Les Echos e Le Figaro desta terça-feira, 02 de julho de 2015

O recorde do número de desempregados na França em abril é analisado pela imprensa francesa desta terça-feira (2). Os jornais lembram que a alta se repete há três anos e trai a promessa do presidente François Hollande de reduzir o desemprego no país. A imprensa francesa em peso fala em fracasso na política do governo socialista no setor.

Publicidade

“Hollande: três anos de fracasso diante do desemprego” é a manchete do Le Figaro. O jornal conservador afirma que os dados de mês de abril, revelados ontem (1), confirmam a triste tendência. As 26.200 pessoas demitidas no período marcam a 31ª alta mensal e uma das piores em 35 meses do governo Hollande.

Desde o início do mandato do presidente socialista, quase 650 mil pessoas ficaram sem trabalho, elevando para 3,5 milhões o número total de desempregados no país. O diário lembra todas as promessas não cumpridas dos integrantes do governo de que o desemprego iria cair, a começar pelo presidente François Hollande.

Nenhuma das medidas tomadas pelo governo até agora deu resultado aponta Le Figaro, que defende juntamente com os empresários, uma flexibilização dos contratos de trabalho na França.

Governo continua apostando em melhora

Para Les Echos, é o primeiro-ministro Manuel Valls que está diante desse fracasso da luta contra o desemprego. O diário econômico diz que o governo francês continua insistindo, ou acreditando, em uma melhora.

O executivo argumenta que a retomada registrada na economia ainda não se traduziu em criação de empregos e aposta em uma mudança da curva no final do ano. Até lá, ele vai isentar de encargos trabalhistas mais 100 mil novos empregos, um recurso já usado maciçamente, sem muito resultado, escreve Les Echos.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.