Acesso ao principal conteúdo
Economias

França: "A curva do desemprego não vai ser invertida"

Áudio 09:37
Hollande não tem conseguido reduzir o número de inscritos no Centro de Emprego
Hollande não tem conseguido reduzir o número de inscritos no Centro de Emprego REUTERS/Eric Gaillard

A economia que tarda em recuperar, registando um crescimento nulo no segundo trimestre, é o quebra cabeças do presidente francês François Hollande - que fez depender a sua recandidatura à presidência em 2017 da inflexão da curva do desemprego. Para Cristina Semblano, economista portuguesa radicada em França, a política de estímulo da oferta de Hollande, com a redução de impostos e de contribuições sociais do patronato, não permite o crescimento desejado para reduzir o desemprego pois deprime a procura interna.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.