Acesso ao principal conteúdo
Convidado

Estados Unidos: escândalo na eleição de Hillary Clinton para a Casa Branca

Áudio 28:17
Hillary Clinton, candidata democrata à Casa Branca
Hillary Clinton, candidata democrata à Casa Branca REUTERS/Aaron Josefczyk

Começa hoje em Filadélfia a Convenção do Partido Democrata, cujo objectivo é oficializar a candidatura de Hillary Clinton às eleições presidenciais nos Estados Unidos dia 8 Novembro.O partido que pretendia dar uma imagem de união e harmonia face ao seu adversário republicano o polémico Donald Trump, cuja convenção foi caótica e designação obteve um número recorde de votos contra, viu-se abalado por um escandâlo despoletado sexta-feira (22/07) com a revelaçao pela Wikileaks de mais de 19 mil emails trocados pela direcção dos democratas, no intuito de favorecer a candidatura de Hillary Clinton face a Bernie Sanders derrotado com 45% de votos nas primárias do partido.Revelações que ditaram a demissão este domingo (24/07) da presidente do Comité Nacional Democrata Debbie Wasserman Schultz, que será efectiva no final da Convenção do Partido Democrata.Kevin Costa professor universitário de ciências politicas em Massachussetz, considera que estas revelações dão argumentos aos republicanos, e "roubaram" a ala esquerda do Partido Democrata, profundamente dividido quanto ao Tratado de Comércio Livre com o Pacífico e a designação de Tim Kaine para vice-presidente.  

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.