Acesso ao principal conteúdo
Semana em África

Eleições controversas em Moçambique

Áudio 08:21
Voto na escola primária Amílcar Cabral, na cidade da Beira. 15 de Outubro de 2019.
Voto na escola primária Amílcar Cabral, na cidade da Beira. 15 de Outubro de 2019. PATRICK MEINHARDT / AFP

O magazine Semana em África desta semana coloca em destaque as eleições em Moçambique, para as quais mais de 13 milhões de eleitores foram chamados, na terça-feira, para a eleger um novo Presidente da Republica, deputados para as Assembleias da Republica e provinciais e ainda, pela primeira vez, os governadores.Os votos ainda se contam, mas os resultados preliminares apontam para a vitoria da FRELIMO e Filipe Nyusi com 72% dos votos. Ossufo Momada terá alcançado apenas 21%.O candidato e presidente do país, Filipe Niusy falou nas eleições mais observadas da região, enquanto o adversário do principal partido da oposição, Renamo, Ossufo Momade, disse que nunca iria aceitar resultados manipulados.Ainda sobre Moçambique, o começo, na África do Sul, de uma nova audiência sobre a extradiçao do antigo ministro moçambicano das finanças Manuel Chang.Destaque ainda para o tradicional discurso sobre o Estado da Nação do presidente de Angola, João Lourenço, que motivou a crítica da oposição.Em Cabo Verde, marca a atualidade a nova nomeação do Procurador-Geral da República, o magistrado José Landim.A vitória do jurista conservador Kaïs Saïed, nas presidenciais tunisinas, com 72% dos votos foi também um dos assuntos da semana.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.