Acesso ao principal conteúdo
Mobile Film Festival

Um telemóvel, um filme, um minuto contra as alterações climáticas

Decorre até dia 30 de Novembro a 15ª edição do Mobile Film Festival.
Decorre até dia 30 de Novembro a 15ª edição do Mobile Film Festival. facebook.com/MobileFilmFestival

Decorre até dia 30 de Novembro a 15ª edição do Mobile Film Festival. Um festival internacional com películas realizadas via telemóvel.

Publicidade

Um telemóvel, um filme, um minuto. Ao todo são 50 filmes provenientes de 24 países. “Agir agora contra as mudanças climáticas” é a temática da edição de 2019. Lixo, falta de água, aquecimento global e reciclagem estão entre as temáticas tratadas nas películas.

Em declarações à RFI, Bruno Smadja, fundador do Mobile Film Festival, explica que a ideia é democratizar ao máximo a produção para que “qualquer um possa participar”. Mas isso não quer dizer que “todos possam fazer um bom filme”, é “por isso que temos de ser criterioso na selecção”.

“Para formatos de um minuto é preciso ser um excelente contador de histórias”, sublinha Smadja.

A edição deste ano contou com um recorde de participantes. Foram recebidos mais de 800 curtas-metragens provenientes de 91 países. “Isso reflecte a dimensão universal da questão climática” explicou em entrevista à RFI Bruno Smadja.

Os internautas podem facilmente votar no seu filme preferido até ao dia 30 de Novembro. Além do prémio do público o júri do festival irá atribuir o Grande Prémio Internacional, Prémio de França, Roteiro, Direcção, interpretação Feminina e Masculina. Os vencedores serão revelados a 3 de Dezembro numa cerimónia em Paris.

Na corrida aos prémios há uma participação lusófona: “Declaração” do brasileiro David Murad.

Uma curta-metragem sobre as queimadas na Amazónia e a posição do governo de Brasília sobre o meio ambiente. “Declaração” está entre as películas mais vistas e conta com perto de 26 mil visualizações no Youtube.

 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.