Acesso ao principal conteúdo
DESPORTO/PORTUGAL

Mónaco rescinde contrato com técnico Leonardo Jardim

Leonardo Jardim é demitido das funções  de técnico do Mónaco.
Leonardo Jardim é demitido das funções de técnico do Mónaco. REUTERS/Eric Gaillard

Os rumores circulavam desde há vários dias e foram confirmados no sábado à noite pela direcção do AS.Mónaco,que decidiu rescindir o contrato com o técnico português, Leonardo Jardim. A segunda passagem de Jardim pelo clube monegasco durou apenas onze meses.

Publicidade

Em Janeiro,três meses depois de ter sido demitido das suas funções no mesmo  clube, o técnico português Leonardo Jardim, voltou ao Mónaco chamado  pelo então vice-presidente da formação monegasca,Vadim Vasilyev.

 

Após o comando do francês Thierry Henry, Jardim herdou a missão de retirar o Mónaco da cauda do futebol francês e propulsá-lo numa nova era de ambições e realizações, como aliás já o tinha feito o técnico português no decurso da sua primeira passagem pelo clube monegasco, entre 2014 e 2017.

Obreiro da grande temporada do Mónaco em 2017, nomeadamente com um título de campeão de França de futebol e uma qualificação para as meias-finais da Liga dos Campeões Europeus, Leonardo Jardim, deslocou-se domingo pela última vez à  La Turbie, centro de treinamento do Mónaco, onde ele oficializou a sua partida.

Segundo Oleg Petrov,novo vice-presidente do clube Monegasco, Jardim não estava  a cumprir os objectivos definidos na sua missão.

Todavia não é só a irregularidade dos resultados da equipa do Principado de Mónaco, na Primeira Liga de futebol francesa, que está na origem do afastamento do treinador português.

De acordo com observadores, as relações conflituosas com Oleg Petrov e com alguns adeptos do Mónaco, foram determinantes para a decisão tomada pela direcção do clube monegasco.

 

Leonardo Jardim parte de Mónaco com uma última vitória concludente de cinco bolas à uma sobre o Lille, deixa os monegascos no sétimo lugar do campeonato da Primeira Liga francesa, à 10 pontos do segundo classificado, Olympique de Marseille(O.M) e vai auferir pela rescisão do contrato, que devia terminar em 2021, a indemnização de 8 milhões de euros.

O seu substituto, no comando do Mónaco, é o ex-selecionador espanhol Robert Moreno Gonzales.

Este último terá como objectivo a qualificação dos monegascos para a próxima Liga dos Campeões Europeus, a lucrativa Champions League.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.