Acesso ao principal conteúdo
Convidado

Guiné-Bissau: Ausência de debate marca campanha eleitoral

Áudio 07:54
Miguel de Barros, activista guineense.
Miguel de Barros, activista guineense. RFI/Neidy Ribeiro

Termina esta sexta-feira a campanha eleitoral com vista às eleições presidenciais que decorrem no dia 24 de Novembro na Guiné-Bissau. Durante vinte dias os doze candidatos ao cargo de chefe de Estado percorreram o país para na caça ao voto. Em entrevista à RFI, Miguel de Barros, responsável pela Célula de Monitorização Eleitoral, diz que esta campanha demonstra que a classe política guineense tem pouca abertura em colocar um projecto de sociedade à frente de um projecto social.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.