Acesso ao principal conteúdo
Guiné Bissau

CNE reconfirma vitória de Umaro Sissoco Embaló nas presidenciais da Guiné Bissau

Umaro Sissoco Embaló, reconfirmado vencedor pela CNE das eleições presidenciais guineenses.
Umaro Sissoco Embaló, reconfirmado vencedor pela CNE das eleições presidenciais guineenses. RFI/Miguel Martins

A Comissão Nacional de Eleições, terminou a sua reunião em Bissau, exigida pelo Supremo Tribunal, sobre o apuramento dos resultados das eleições presidenciais de dezembro que opos Umaro Sissoco Embaló a Domingos Simões Pereira. A CNE reafirmou a vitória de Umaro Sissoco Embaló, como tinha feito no passado. A candidatura de Domingos Simões Pereira, voltou a declarar irregularidades nessas eleições.

Publicidade

Terminou em Bissau, a reunião de hoje da CNE, Comissão Nacional de Eleições, sobre a operação de apuramento nacional das eleições presidenciais de 29 de dezembro, no país, exigida pelo Supremo Tribunal da Justiça.

Mas terminada a reunião dos membros da CNE e representantes das duas candidaturas, parece que se manteve o mesmo impasse. Pelo menos é o que se transpareceu das declarações de figuras que participaram na reunião.

É que para a Comissão de Eleições está tudo resolvido, mas para a candidatura de Domingos Simões Pereira, nada ficou esclarecido com a operação de hoje realizada pela CNE.

Mário Lino da Veiga, advogado e mandatário de Domingos Simões Pereira, na CNE, diz, que houve muitas irregularidades que foram apresentadas pela CNE.

Segundo ainda o advogado, Mário Lino da Veiga, das 10 regiões que existem em termos da divisão eleitoral, só houve apresentação de duas actas de apuramento de duas regiões de Gabú e de Bafatá. 

Por seu lado, a CNE, diz que está tudo feito, fez o que mandou o Supremo Tribunal, agora cabe aos partidos tirarem as suas ilacções. 

CNE, reconfirma vitória de Umaro Sissoco Embaló nas presidenciais

Quanto ao mandatário de Umaro Sissoco Embaló, na Comissão Nacional de Eleições, Vençã Mendes, afirmou que está tudo esclarecido e que a CNE fez exactamente aquilo que o Supremo Tribunal pediu no seu acórdão de 11 de janeiro último. 

Mais, que a operação de hoje reafirmou aquilo que já tinha sido anunciado pela CNE, ou seja, a vitória de Umaro Sissoko Embaló, nas eleições presidenciais do dia 29 de dezembro passado.

Recorda-se que a Comissão Nacional de Eleições, declarou Sissoco Embaló, vencedor das eleições com 53,55% dos votos, enquanto Domingos Simões Pereira, obteve 44,45%, números reconfirmados hoje pela mesma CNE.

Mas oiçamos a entrevista feita, sobre a reunião de hoje, ao nosso correspondente, em Bissau, Mussá Baldé.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.