Acesso ao principal conteúdo
Guiné-Bissau

Guiné-Bissau tomou medidas de prevenção contra o Covid-19

Palácio do Governo em Bissau
Palácio do Governo em Bissau © Neidy Ribeiro/RFI

O terrível vírus ainda não chegou à Guiné-Bissau, mas as autoridades e parceiros internacionais desdobram-se em medidas de prevenção e de sensibilização.

Publicidade

Após o fecho das fronteiras, mercados, escolas, lugares de culto e de lazer hoje o Governo criou uma comissão multissetorial que vai trabalhar com a OMS (Organização Mundial da Saúde).

Victor Mandinga, ministro da Economia e Integração Regional, no Governo de Nuno Nabian, fala aqui dos objetivos da comissão.

A OMS diz que será preciso um milhão de euros para executar o plano de contingência que, no essencial, vai providenciar locais de isolamento e quarentena, bem como material médico.

Cuba já se predispôs, através da sua brigada de 43 médicos instalados em Bissau, em apoiar a Guiné-Bissau caso o novo coronavírus chegue ao país.

Embora ainda com alguma relutância de certas pessoas, a população guineense começa a levar a sério a situação ao ver o Governo a mandar encerrar as fronteiras e os mercados.

Mais pormenores com o nosso correspondente Mussá Baldé.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.