Acesso ao principal conteúdo
Guiné-Bissau

PRS reflecte sobre possível participação no governo de Guiné-Bissau

Florentino Mendes Pereira, secretário-geral do PRS
Florentino Mendes Pereira, secretário-geral do PRS Gbissau.com

O PRS, segundo maior partido da Guiné-Bissau reuniu-se hoje ao nível da sua Comissão Política no intuito de debater sobre a sua participação no governo a ser formado por Carlos Correia, após ter recebido um convite formal neste sentido, seguido de contactos este fim-de-semana com o PAIGC, o partido maioritário.  

Publicidade

Ainda antes de entrar na reunião, Florentino Mendes Pereira, secretário-geral do PRS e antigo ministro dos governos de Domingos Simões Pereira bem como de Baciro Djá, admitiu terem havido já contactos entre o seu partido e o PAIGC. Este dirigente referiu contudo não esperar para já uma resposta cabal da Comissão Política da sua formação.

De referir que esta reunião acontece no momento em que o país, sem governo desde o passado 12 de Agosto, está já a sentir os efeitos do vazio no poder. Sem água corrente há uma dezenas de dias, a capital tem conhecido igualmente uma redução da sua alimentação em electricidade.

Outro efeito colateral da crise política, quase duas centenas de muçulmanos que deviam efectuar a sua peregrinação à Meca nestes dias, tiveram que desistir da viagem. A agência Nacional de peregrinação, instância parcialmente gerida por elementos da presidência do conselho de ministros e dos Negócios Estrangeiros, viu as suas actividades serem dificultadas pelo contexto político vivenciado pelo país, segundo admitiu uma fonte do Ministério dos Negócios Estrangeiros interrogada pela agência Lusa.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.