Acesso ao principal conteúdo
Guiné-Bissau

Ameaças para Ruth Monteiro na Guiné-Bissau

Zamora Induta, ex-chefe das Forças Armadas da Guiné-Bissau. Imagem de Arquivo.
Zamora Induta, ex-chefe das Forças Armadas da Guiné-Bissau. Imagem de Arquivo. AFP

O caso Zamora Induta continua a dar que falar. A advogada Ruth Monteiro que faz parte do colectivo de defesa do ex-chefe das Forças Armadas da Guiné-Bissau, Zamora Induta, tem vindo a ser alvo de ameaças de morte.

Publicidade

A advogada Ruth Monteiro, membro do colectivo de defesa do ex-chefe das Forças Armadas da Guiné-Bissau, Zamora Induta, afirma que tem vindo a ser alvo de ameaças de morte por parte de pessoas desconhecidas.

Ruth Monteiro acredita que as ameacas são motivadas pela defesa jurídica que faz ao oficial militar.

Zamora Induta está detido desde o passado mês de Setembro no quartel de Mansôa, acusado de crimes de terrorismo contra o Estado guinenese, tentativa de subversão da ordem constitucional e homicídio.

O Supremo Tribunal de Justiça pronunciou-se a favor da sua imediata libertação, dando provimento a um pedido de "habeas corpus", elaborado pelo colectivo de advogados de Induta.

24 horas depois da decisão do Supremo, Zamora Induta ainda continua na prisão. O Tribunal Militar que o mandou prender diz não ter combustível para levar até Mansôa, 60 quilómetros de Bissau, o mandado de soltura do militar.

Mais pormenores com o nosso correspondente Mussá Baldé.

Correspondência de Mussá Baldé

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.