Acesso ao principal conteúdo
Guiné-Bissau / Zika

Zika: Ministro da Saúde visita Bubaque

Aedes Aegyptis, mosquito transmissor do vírus Zika.
Aedes Aegyptis, mosquito transmissor do vírus Zika. REUTERS/Daniel Becerril/Files

Domingos Malú, ministro da Saúde Pública, deslocou-se este fim-de-semana à ilha de Bubaque, onde foi detectado o vírus Zika, para tranquilizar a população guineense e os viajantes no país.

Publicidade

O governante garantiu que não há motivos para alarme e sublinhou que o Governo está a tomar todas as medidas para fazer face a situação. Domingos Malú acrescentou ainda que o vírus Zika não é mais do que aquilo que na linguagem popular os guineenses consideravam de paludismo agudo.

Em comunicado, na quinta-feira passada, o Conselho de Ministros da Guiné-Bissau, deu conta da presença do vírus Zika no país. A presença foi comprovada por testes feitos no Instituto Pasteur, em Dacar (Senegal), e no Instituto Nacional de Saúde Ricardo Jorge, em Lisboa (Portugal).

O vírus foi detectado em três pessoas na ilha de Bubaque, no arquipélago dos Bijagós.

Na altura, o Ministério da Saúde Pública tinha avançado com possibilidade de colocar "armadilhas" nos portos, aeroportos e nas ilhas Bijagós, para capturar mosquitos que serão estudados para eventualmente determinar qual o perfil entomológico do vírus que chegou ao estado guineense.

Com a colaboração do nosso correspondente em Bissau, Mussá Baldé.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.