Acesso ao principal conteúdo
Guiné-Bissau

Guiné-Bissau: Provocações podem explicar ataques de chimpanzés

TONY KARUMBA / AFP

Os ataques de chimpanzés a crianças, no sul da Guiné-Bissau, poderão estar relacionados com provocações dos menores aos animais. Uma especialista fez recomendações e alertou para a sensibilização das comunidades quanto à importância dos chimpanzés na preservação das espécies.

Publicidade

A 13 de Julho, os chimpanzés atacaram crianças na floresta da aldeia de Missirá, na localidade de Empada, no sul da Guiné-Bissau, e a população ameaçou abater os animais. Uma especialista revelou à agência Lusa que os ataques podem ter sido causados por provocações das crianças que foram apanhar um fruto silvestre também consumido pelos símios.

Aissa Regalla de Barros, coordenador de espécies animais e habitat no âmbito do Instituto da Biodiversidade e das Áreas Protegidas, apelou a que as crianças evitem ir ao mato sozinhas e evitem provocar os animais. A instituição continua a estudar as causas do ataque mas alerta também a população para ter vigilância redobrada e lembrar-se da importância dos símios na preservação das espécies.

Oiça aqui as recomendações da especialista, num áudio da agência Lusa.

 

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.