Acesso ao principal conteúdo
Guiné-Bissau

Ministro guineense da Justiça reage a relatório dos EUA

Ministro guineense da justiça.
Ministro guineense da justiça.

Na semana passada, um relatório do departamento de Estado norte-americano deu conta de um aumento do fenómeno do trafico de droga na Guiné-Bissau, os EUA consideraram ainda que autoridades do Governo da Guiné-Bissau "continuam a estar envolvidas" no tráfico e que pouco se tem feito para combater esse flagelo no país.

Publicidade

Na semana passada, um relatório do departamento do Estado norte-americano dizia que as autoridades da Guiné-Bissau fazem pouco para mitigar o fenómeno do tráfico de droga no país e que existem indícios do envolvimento de elementos ligados ao poder político no fenómeno.

Hoje, em declarações aos jornalistas, o ministro guineense da Justiça, Rui Sanhá afirmou não ter nada que indique o que tem sido referido nesse sentido.

Reagindo ao relatório do departamento norte-americano, segundo o qual a Guiné-Bissau estaria novamente com o fenómeno do tráfico de drogas, o ministro guineense da Justiça, Rui Sanhá, diz que não existem dados nenhuns nesse sentido mas que a Policia Judiciaria está no terreno para averiguar o tem sido dito.

Para já, Rui Sanhá diz que desconhece o teor do relatório norte-americano que diz que há o aumento do tráfico pelo que não pode confirmar ou desmentir o conteúdo do documento como nos conta o nosso correspondente em Bissau, Mussá Baldé.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.