Acesso ao principal conteúdo
Guiné-Bissau

Guiné-Bissau: Governo decide cumprir Acordo de Conacri

Umaro Sissoco Embaló, primeiro-ministro guineense.
Umaro Sissoco Embaló, primeiro-ministro guineense. DR

Na Guiné-Bissau, o executivo diz estar determinado a cumprir o Acordo de Conacri. O Governo guineense, que destacou os esforços da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental para a estabilização da paz, afirmou esta sexta-feira 28 de Abril, em comunicado, estar decidido a aplicar o acordo.

Publicidade

O Governo da Guiné-Bissau decide cumprir o Acordo de Conacri. O Executivo guineense sublinhou os esforços da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) para a estabilização do país, num comunicado divulgado nesta sexta-feira 28 de Abril.

Eis uma parte do comunicado: "O Conselho de Ministros manifestou a sua congratulação com os incessantes esforços da CEDEAO para a estabilização do nosso país e reiterou a sua firme determinação em empreender os esforços necessários com vista ao cumprimento do Acordo de Conacri, a partir de um diálogo sério e franco com todas forças vivas da Nação em geral e com os signatários do aludido acordo, em especial".

No entanto, de referir que uma missão de avaliação da CEDEAO concedeu recentemente que a organização podia aplicar sanções aos políticos guineenses, caso haja entraves no que diz respeito ao acordo para acabar com o impasse político no país.

Segundo a Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental, o Governo guineense tem 30 dias, a partir do dia 25 de Abril, para aplicar as diretrizes do Acordo de Conacri, que prevê a formação de um Governo que integra todos os partidos representados no Parlamento.

A organização também afirmou que a força de interposição, que está em Bissau depois do golpe de Estado de Abril de 2012, vai sair do país até 30 de Junho.

Mais pormenores com o nosso correspondente Mussá Baldé.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.