Acesso ao principal conteúdo
GUINÉ-BISSAU

Guiné-Bissau: Inconformados temem pela sua segurança

Sana Canté, Lesmes Monteiro e Bernardo Catchura deram uma conferência de imprensa, na qual voltaram a responsabilizar as actuais autoridades pela sua segurança, que dizem estar ameaçada.
Sana Canté, Lesmes Monteiro e Bernardo Catchura deram uma conferência de imprensa, na qual voltaram a responsabilizar as actuais autoridades pela sua segurança, que dizem estar ameaçada. DR

Os líderes do Movimento de Cidadãos Conscientes e Inconformados com a crise política na Guiné-Bissau, que se encontravam escondidos na Cúria Diocesana de Bissau, temendo pelas suas vidas, apresentaram-se esta terça-feira publicamente.

Publicidade

Sana Canté, Lesmes Monteiro e Bernardo Catchura deram uma conferência de imprensa, na qual voltaram a responsabilizar as actuais autoridades pela sua segurança, que dizem estar ameaçada.

Na ocasião, comentaram os últimos desenvolvimentos políticos no país, nomeadamente a intenção da CEDEAO em retirar a sua força militar (ECOMIB) da Guiné-Bissau, o mais tardar até Junho e congratulam-se com a decisão da organização quando ameaça aplicar sanções aos politicos guineenses que não respeitarem o Acordo de Conacri.

Entretanto, o presidente da Guiné-Bissau, José Mário Vaz, regressou hoje à Guiné após o seu périplo africano, que tinha começado neste domingo e onde tinha como suposto plano atravessar o Congo, a Libéria, a Costa do Marfim e a Guiné Conacri. 

De realçar também que, esta tarde, às 16h30 em Bissau, as principais forças políticas do país darão uma conferência de imprensa. Os partidos deverão pedir para que o acordo de Conacri seja adoptado e que Augusto Olivais seja nomeado primeiro-ministro, visto que tinha sido o nome de consenso em Conacri. 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.