Acesso ao principal conteúdo
Convidado

DSP disponível para se recandidatar

Áudio 09:28
Domingos Simões Pereira, líder do PAIGC na Guiné-Bissau
Domingos Simões Pereira, líder do PAIGC na Guiné-Bissau facebook.com/dsimoespereira.paigc

Enquanto primeiro-ministro, Domingos Simões Pereira não cometeu nenhum acto susceptível de prática de crime. As conclusões constam do relatório da Comissão Parlamentar que investigou as acusações de corrupção feitas pelo Presidente da Republica, José Mário Vaz, e que estiveram na origem da queda do governo liderado por Domingos Simões Pereira. Em entrevista à RFI, o líder do PAIGC na Guiné-Bissau reage às conclusões deste relatório, fala da aplicação do acordo de Conacri, comenta a retirada da ECOMIB e diz que está disponível para se recandidatar às eleições que estão agendadas para o próximo ano.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.