Acesso ao principal conteúdo
Guiné-Bissau

Guiné-Bissau: Divergências persistem no PAIGC

Bissau, 18 de Março de 2012.
Bissau, 18 de Março de 2012. Joe Penney/Reuters

Continuam as divergências entre os dirigentes do PAIGC quanto à fórmula para a reconciliação interna do partido. Estava previsto para hoje um encontro de reunificação na sede do partido com os 15 deputadosexpulsos, mas apenas esteve no encontro Baciro Djá.

Publicidade

O secretário nacional do PAIGC, Aly Hizajy, diz que o partido continua aberto à reintegração dos deputados dissidentes, mas não irá aceitar pressão de ninguém.

Ao encontro desta quarta-feira apenas compareceu, na sede do PAIGC, em Bissau, o antigo primeiro-ministro Baciro Djá, que fez questão de frisar que não estava lá em nome do grupo mas sim a título individual.

O partido quer falar com os 15 deputados expulsos de forma individual e estes condicionaram a sua presença a algumas exigências.

Desde logo que as reuniões passem a ter lugar num outro local, sem ser na sede do PAIGC e que o antigo  ministro Luís Oliveira Sanca, que não é deputado, passe a presenciar os encontros.

O grupo dos 15 deputados - que agora são 14, com este distanciamento de Baciro Djá - promete explicar-se melhor numa conferência de imprensa.

Oiça aqui a reportagem do nosso correspondente Mussá Baldé.

 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.