Acesso ao principal conteúdo
Guiné-Bissau

PM guineense desvaloriza críticas sobre combate à droga

Aristides Gomes. Primeiro-ministro da Guiné-Bissau. Imagem de arquivo.
Aristides Gomes. Primeiro-ministro da Guiné-Bissau. Imagem de arquivo. GEORGES GOBET / AFP

Na Guiné-Bissau, o primeiro-ministro, Aristides Gomes, desvalorizou as críticas sobre o combate à droga emitidas pelo presidente do parlamento, Cipriano Cassamá, e desafiou-o a apresentar estratégias de luta contra o flagelo.

Publicidade

As declarações do primeiro-ministro, Aristides Gomes, surgiram em resposta às criticas do líder do parlamento, Cipriano Cassamá, que tinha dito, na quarta-feira, que há muita gente a comercializar droga no país e que era preciso que o Governo tomasse medidas para acabar com o que considera de anarquia.

Em resposta, o primeiro-ministro desafiou o líder do parlamento a apresentar provas e estratégias de combate ao tráfico de droga.

"Nós gostaríamos que essa pessoa que citou ponha à disposição das autoridades nacionais e estrangeiros os dados de que dispõe para que se possa colaborar na resolução do problema", afirmou Aristides Gomes, em declarações aos jornalistas no aeroporto de Bissau, à chegada de uma visita de dois dias à Guiné-Conacri.

Oiça aqui as declarações recolhidas pelo nosso correspondente Mussá Baldé.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.