Acesso ao principal conteúdo
Guiné-Bissau

Guiné-Bissau sem anti-retrovirais há mais de três meses

Guiné-Bissau sem anti-retrovirais há mais de três meses
Guiné-Bissau sem anti-retrovirais há mais de três meses AFP/Manjunath KIRAN

Os doentes com VIH na Guiné-Bissau estão há mais de três meses sem medicamentos. A denúncia é da Renap, rede nacional das associações de pessoas com VIH.

Publicidade

Maria Lopes Machado, presidente da Renap na Guiné-Bissau, sublinha que os anti-retrovirais foram oferecidos ao país pelo Brasil, todavia ainda não se encontra na sua totalidade no país.

Maria Lopes Machado refere que a ausência de medicamento pode resultar na “morte destes doentes”.

Para chamar a atenção do poder político para a situação a presidente da Renap na Guiné-Bissau anuncia que os doentes com o VIH vão recensear-se mas não irão votar nas legislativas ainda sem data marcada.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.