Acesso ao principal conteúdo
GUINÉ-BISSAU

PR da Guiné-Bissau propõe um referendo para 2019

José Mário Vaz, Presidente da Guiné-Bissau.
José Mário Vaz, Presidente da Guiné-Bissau. ISSOUF SANOGO / AFP

Durante o tradicional jantar de Natal que oferece aos colaboradores e funcionários da Presidência da República, o Chefe de Estado guineense preconizou que se realizasse um referendo no ano que vem no intuito de facilitar a revisão constitucional.

Publicidade

Na óptica de José Mário Vaz, apenas uma clarificação poderá acabar com as divergências que existem em torno da Constituição da República. O chefe de Estado considera que "o problema da Guiné-Bissau não reside nas pessoas, mas sim nas instituições e no sistema do Governo".

Ao defender a revisão constitucional, José Mário Vaz argumentou que é importantepara que o seu sucessor "tenha as coisas mais clarificadas".

A Guiné-Bissau tem vivido em regime de semi-presidencialismo, a interpretação desse modelo tendo dado azo a debates tanto a nível interno como externo sobre a necessidade de uma alteração da Constituição, devido aos conflitos potenciados à volta dos seus preceitos.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.