Acesso ao principal conteúdo
GUINÉ-BISSAU

Guiné-Bissau: professores voltam a paralisar

Escola Agostinho Neto em Bissau
Escola Agostinho Neto em Bissau http://125ccemterrasdistantes.blogspot.com

Na Guiné-Bissau vive-se uma nova greve dos professores das escolas públicas.Os alunos esses continuam a manifestar a sua impaciência pelo impasse negocial entre o Governo e os sindicatos dos professores.Mesmo com o aproximar da data das eleições legislativas os alunos prometem acções de rua para demonstrar o seu desagrado pelas sucessivas greves.

Publicidade

Continua o braço de ferro entre professores das escolas públicas, Governo, alunos e a polícia.

Os professores ameaçam paralisar as aulas na próxima semana, para mais uma greve geral, os alunos ameaçam sair às ruas e a polícia promete mão dura.

12 alunos, do coletivo Carta 21, estiveram detidos entre a noite de segunda-feira e na manhã desta terça-feira.

Só foram libertados com a intervenção do Presidente José Mário Vaz. Segundo a polícia, os jovens preparavam-se para realizar manifestações de rua esta terça-feira em Bissau.

Um porta-voz do colectivo de alunos das escolas publicas e privadas, Bacar Mané, diz que na quarta-feira vão sair às ruas para manifestar a sua indignação com uma greve dos professores.

Bacar Mané, porta-voz do CAEP, colectivo de alunos das escolas públicas e privadas, foi ouvido pelo nosso correspondente Mussa Baldé em Bissau.

Ouça aqui a reportagem do nosso correspondente na capital guineense.

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.