Acesso ao principal conteúdo
Guiné-Bissau

Actores políticos reagem a mega apreensão de droga em Bissau

Durante a mega-apreensão da droga ontem à noite, 9 de Março de 2019, em Bissau, foram encontrados quase 800 quilos de droga.
Durante a mega-apreensão da droga ontem à noite, 9 de Março de 2019, em Bissau, foram encontrados quase 800 quilos de droga. LUSA

Ontem à noite, em vésperas das eleições legislativas que hoje estão a decorrer na Guiné-Bissau, a Polícia Judiciária da Guiné-Bissau fez a maior apreensão de droga jamais efectuada no país, fontes policiais indicando que foram apreendidos cerca de 800 quilos de cocaína e que 4 suspeitos foram detidos.

Publicidade

Reagindo hoje aos resultados desta operação policial, esta manhã depois de votar em Bissau, o Presidente José Mário Vaz expressou a sua satisfação e mostrou as mãos aos jornalistas declarando “não é mão de droga, não é mão de sangue, não é mão de corrupção”. Ao vincar que “a grande luta é sobretudo contra a droga”, o Presidente vincou ainda que “a comunidade internacional deve saber que os Guineenses estão determinados em resolver este problema”.

Também a expressar satisfação, o Primeiro-Ministro Aristides Gomes considerou que isto “demonstra que as instituições (guineenses) têm potencialidades”.

De referir que segundo a PJ, os 789 quilos de droga apreendidos ontem num camião com fundo falso, tinham um "elevado grau de pureza", a mesma fonte recordando que a maior apreensão de droga até então efectuada tinha sido de 650 quilos de droga, em 2007.

Ainda segundo indica a PJ, a cocaína que tinha chegado ao país por via marítima tinha sido condicionada em sacos de 30 quilos cada e em seguida escondidos num camião que, indica a polícia, é propriedade de um elemento associado à al-Qaida do Magrebe Islâmico (Aqmi).

No âmbito desta operação policial conduzida durante duas semanas, foram presos quatro suspeitos, um senegalês, dois nigerinos e um guineense.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.