Acesso ao principal conteúdo
Guiné-Bissau

Bissau: novo parlamento a 18 de Abril

Assembleia Nacional Popular na Guiné-Bissau
Assembleia Nacional Popular na Guiné-Bissau pt.wikipedia.org/wiki/Assembleia_Nacional_Popular_da_Guiné-Bissa

Na Guiné Bissau os novos membros da Assembleia Nacional Popular vão tomar posse no dia 18 de Abril. A decisão foi tomada no final da reunião que juntou o Presidente da Comissão Nacional de Eleições e o Presidente do Parlamento.

Publicidade

O presidente da Comissão Nacional de Eleições da Guiné-Bissau, José Pedro Sambú, disse hoje que a tomada de posse do novo parlamento foi marcada para 18 de Abril.

“É a CNE que marca a data para a tomada de posse dos deputados, mas antes de marcar a data viemos aqui para fazer uma concertação junto do presidente da Assembleia Nacional Popular e ficou retido o dia 18 de Abril”, afirmou José Pedro Sambu.

O novo parlamento da Guiné-Bissau é empossado a 18 de Abril, sendo que o Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde é o partido com mais representatividade, com 43 deputados.

Segundo os resultados definitivos das eleições legislativas de 10 de Março divulgados pela Comissão Nacional de Eleições, o Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC) conseguiu 47 deputados, o Movimento para a Alternância Democrática (Madem-G15) 27, o Partido da Renovação Social (PRS) 21, a Assembleia do Povo Unido – Partido Democrático da Guiné-Bissau (APU-PDGB) cinco, e a União para a Mudança e o Partido da Nova Democracia, um deputado, cada um.

Os nomes dos 102 deputados ao parlamento foram publicados no Boletim
Oficial e já há a data da posse dos mesmos. O problema é que os guineenses estão impacientes que o novo Governo entre em funções como nos explica o nosso correspondente em Bissau, Mussá Baldé.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.