Acesso ao principal conteúdo
Guiné Bissau

Bissau lançou campanha de comercialização da castanha do caju

Lançada campanha de comercialização da castanha do caju da Guiné Bissau
Lançada campanha de comercialização da castanha do caju da Guiné Bissau AFP

O primeiro-ministro da Guiné Bissau, lançou hoje a campanha de comercialização da castanha do caju. O preço base da compra do produto foi fixado em 76 euros. A castanha do caju é um negócio que envolve cerca de 80% da população guineense. O governo prevê exportar 200 mil toneladas do produto, sobretudo para a India, a principal compradora do caju em bruto, e também este ano o Vietname.

Publicidade

Sem grandes polémicas como ocorreu no ano passado, foi aberta hoje a campanha de comercialização da castanha do caju.

O primeiro-ministro, Aristides Gomes, foi quem abriu oficialmente a campanha, declarando 500 francos CFA, cerca de 76 euros, como o preço base da compra do produto ao agricultor.

A polémica do ano passado deu-se quando o Presidente José Mário Vaz decidiu fixar o preço da compra em 1000 francos CFA, criando perturbações no negócio daquele que é o principal produto de exportação e agrícola da Guiné-Bissau.

Acredita-se que cerca de 80 por cento da população guineense dedica-se ao negócio do caju.

Este ano, o Governo tomou em mãos a condução do processo, prevendo exportar 200 mil toneladas. A India é a principal compradora do caju em bruto da Guiné-Bissau, mas este ano o Vietname já disse que quer comprar pelo menos 150 mil toneladas.

O governo saúda o interesse dos compradores asiáticos, por proporcionar a concorrência, apenas promete maior vigilância na saída clandestina do caju guineense para o Senegal.

Só no ano passado, o Governo estima terem saído pelas portas travessas para o Senegal cerca de 50 mil toneladas do caju da Guiné-Bissau.

O lema da campanha deste ano é tolerância zero à saída clandestina do caju.

De Bissau, o nosso correspondente, Mussá Baldé.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.