Acesso ao principal conteúdo
Guiné Bissau

Marcha de jovens exige ao presidente nomeação de PM da Guiné Bissau

Domingos Simões Pereira aqui  estúdios da RFI em 2018 pode voltar a ser PM da Guiné Bissau
Domingos Simões Pereira aqui estúdios da RFI em 2018 pode voltar a ser PM da Guiné Bissau RFI/Miguel Martins

Jovens apoiantes do PAIGC, partido maioritário, efectuaram hoje uma marcha em Bissau para exigir a nomeação do novo primeiro-ministro, numa altura em que há um impasse condicionando a entrada em pleno da nova legislatura de Domingos Simões Pereira, líder do PAIGC. Aliás, visto como próximo primeiro-ministro, deslocou-se no final da semana passada a Dacar para se avistar com o Presidente Macky Sall.

Publicidade

Isto é só um começo de uma série de ações de rua para forçar o Presidente da Guiné Bissau, José Mario Vaz, a nomear finalmente um novo Governo, declararam os organizadores da marcha de hoje em Bissau.

Os jovens dos partidos da maioria parlamentar que se manifestaram esta terça-feira em Bissau e nalguns pontos do país, dizem que daqui para frente não vão parar.

Prometem, por exemplo, vigilas nalguns edificios públicos de Bissau e nos diferentes pontos do país para demonstrar a sua indignação pelo atraso na nomeação do novo Governo.

A juventude que saiu à rua esta terça-feira considera de inaceitavel que volvidos dois meses, após as eleiçoes legislativas, ainda nao haja um Governo instituído pelo Presidente Vaz.

Acusam o Presidente de estar a tomar parte do normal jogo politico entre os partidos no parlamento, para justificar os atrasos na indicação do primeiro-ministro e do Governo.

De Bissau, o nosso correspondente, em Bissau.

A marcha de Bissau coincidia entretanto com o regresso ao país, de Domingos Simões Pereira, líder do PAIGC que deve ser o próximo primeiro-ministro guineense, após ter passado o fim-de-semana em Dacar para se avistar com o Presidente Macky Sall.

A visita do político guineense à capital senegalesa tem sido alvo de vários comentários.

Domingos Simões Pereira aproveitou numa conversa com os jornalistas para afirmar "ter deixado bem claro ao Presidente do Senegal que o caminho para o desanuviamento do panorama político na Guiné-Bissau passa pela nomeação do novo Governo, por parte do Presidente José Mário Vaz.

Também disse ter ouvido conselhos do Presidente Macky Sall mas nunca negociou o que quer que fosse com o líder senegalês.

Oiçamos as suas declarações à imprensa.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.