Acesso ao principal conteúdo
Guiné-Bissau

Bastonário da ordem dos advogados da Guiné denuncia corrupção

Basílio Sanca tem denunciado em diversas ocasiões o estado da justiça no seu país.
Basílio Sanca tem denunciado em diversas ocasiões o estado da justiça no seu país. Getty Images/Stockbyte

Em conferência de imprensa durante a semana passada em Bissau, o Bastonário da Ordem dos Advogados denunciou o aumento da corrupção no aparelho judicial, Basílio Sanca tendo destacado nomeadamente lacunas no julgamento de crimes contra o património público.

Publicidade

Voz crítica em relação ao estado da justiça no seu país, Basílio Sanca tornou a acusar magistrados e juízes de praticarem corrupção na praça pública. "No nosso dia-a-dia, vemos juízes a praticar corrupção e vemos magistrados no Ministério Público a praticarem corrupção a olho nu", referiu o bastonário.

Este responsável apontou como exemplo os crimes contra o património público que nunca chegam ao julgamento. "Vocês assistiram a processos aqui em que há muita 'trovoada' e quando chegam ao Ministério Público, acabam. Sobretudo os processos de crimes contra o património do Estado", disse o bastonário.

Segundo Basílio Sanca, a corrupção é agravada pelo interesse político partidário. "Os juízes agora decidem com alguma tendência, por razões políticas, por razões económicas, porque não há instituições de fiscalização da actividade jurisdicional" denunciou Basílio Sanca referindo paralelamente que "as instituições policiais estão a ganhar terreno" tendo vindo a assumir -afirma- prerrogativas da justiça junto da população. Mais pormenores com Aliu Candé.

Correspondência de Aliu Candé em serviço especial para a RFI

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.