Acesso ao principal conteúdo
Futebol

CAN 2019: Tudo ou nada para a Guiné-Bissau

Pelé, médio dos Djurtus (centro).
Pelé, médio dos Djurtus (centro). RFI/Pierre René-Worms

O futuro da Guiné-Bissau no Campeonato Africano das Nações de futebol decide-se esta tarde no Estádio de Suez frente ao Gana num jogo a contar para a terceira e derradeira jornada do Grupo F.

Publicidade

Os Djurtus têm o futuro nas mãos: uma vitória e a equipa apura-se, um empate ou uma derrota e a seleção guineense é eliminada.

O adversário desta futuro da Guiné-Bissau no Campeonato Africano das Nações de futebol decide-se esta tarde no Estádio de tarde no Estádio de Suez é o Gana, nação que empatou a duas bolas frente ao Benim e voltou a empatar frente aos Camarões sem golos.

Será um adversário complicado para os Djurtus visto que o Gana, em 22 participações, venceu quatro vezes a prova - 1962, 1965, 1978 e 1982.

Baciro Candé, seleccionador guineense, reconheceu as dificuldades que vão ter pela frente.

Baciro Candé, seleccionador da Guiné-Bissau

Em entrevista à RFI Moreto Cassamá, médio de 21 anos da Seleção Guineense, explicou-nos como está a viver esta experiência com os Djurtus, ele que representa pela primeira vez a Guiné-Bissau.

Moreto Cassamá, médio da selecção guineense de futebol

Na tabela classificativa os Camarões lideram com quarto pontos, à frente do Benim e do Gana com dois, e da Guiné-Bissau com apenas um ponto.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.