Acesso ao principal conteúdo
Guiné-Bissau

Bissau pode ter descoberto finalmente petróleo?

Flickr.com

O ministro guineense dos Recursos Naturais, Issufo Baldé, afirmou que com a entrada da China na propecção de petróleo no país, em breve serão anunciadas “boas notícias”. Especialistas acreditam que a Guiné-Bissau terá capacidade de vir a produzir entre 30 a 60 mil barris do petróleo diariamente.

Publicidade

Foi na cerimónia de posse do novo diretor geral da petrolífera estatal, a Petroguin, que o novo ministro dos Recursos Naturais anunciou estarem para breve as boas noticias sobre o petróleo na Guiné-Bissau. Issufo Baldé disse que se tudo correr como o previsto pelo governo, nos próximos meses, os guineenses terão boas noticias, agora que um grupo chinês entrou na prospecção do petróleo que estudos apontam existir sobretudo no offshore guineense.
O ministro que também tutela a pasta da Energia começou por enaltecer a importância da empresa estatal Petroguin.

“Vocês sabem que a Petroguin é muito importante para o desenvolvimento do nosso país. Há bem pouco tempo assinamos a cedência de passagem dos direitos representativos aos chineses para a prospecção no offshore de hidrocarbonetos. Estamos esperançados que dentro de alguns meses teremos uma notícia muito agradável”, declarou o ministro dos Recursos Naturais.

Há mais de duas décadas que decorrem os trabalhos de procura de hidrocarbonetos no offshore guineense. Dos 14 blocos de petróleo existentes, ainda foi encontrado petróleo com valor comercial em nenhum.

Empresas de Angola, da Suécia, agora da China, do Reino Unido, da Noruega e do Dubai fazem a prospecção do petróleo na Guiné-Bissau. Especialistas acreditam que o país terá capacidade de vir a produzir entre 30 a 60 mil barris do petróleo diariamente.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.