Acesso ao principal conteúdo
Guiné Bissau

Maior apreensão de droga de sempre na Guiné-Bissau

Na imagem apreensão de droga em março de 2019, em Bissau, mas PJ volta a apreender 2 toneladas neste 4 de setembro
Na imagem apreensão de droga em março de 2019, em Bissau, mas PJ volta a apreender 2 toneladas neste 4 de setembro LUSA

Na Guiné Bissau, a PJ guineense anunciou ontem ao fim da tarde a apreensão de quase duas toneladas de cocaína no norte do pais no âmbito da operação "Navarra". De acordo com as autoridades, durante esta que foi a maior apreensão de droga jamais efectuada no país, foram detidos três colombianos, quatro guineenses e um maliano.

Publicidade

De acordo com as autoridades, durante esta que foi a maior apreensão de droga jamais efectuada na Guiné Bissau, foram detidos três colombianos, quatro guineenses e um maliano.  

A droga apreendida seria um total de 1.869 quilogramas. Domingos Correia, director nacional adjunto da Polícia Judiciária explicou aos jornalistas que a droga chegou à Guiné-Bissau há cerca de uma semana, por via marítima, e estava escondida em residenciais em Canchungo e Caió.

Se fosse vendida, a droga apreendida renderia cerca de 32 milhões de euros. A Polícia guineense acredita a droga agora apanhada, pertence a mesma rede que em março passado, no dia das eleições legislativas, foi surpreendida pela PJ na posse de 789 quilogramas de cocaína.

Na altura, a PJ capturou um guineense, um senegalês e dois cidadãos do Níger, um dos quais era assessor especial do presidente do Parlamento daquele país.

A PJ acredita que no âmbito destas novas apreensões em Canchungo e Caió serão detidas mais pessoas nos próximos dias.

De Bissau, o nosso correspondente, Mussá Baldé. 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.