Acesso ao principal conteúdo
Convidado

Onu distingue projecto ambiental da Guiné-Bissau

Áudio 11:40
Miguel de Barros (à direita) no encontro dos representantes das 22 comunidades vencedoras do Prémio Equador 2019 para o ambiente e clima na Fordham University (Nova Yorque). 23 de Setembro de 2019.
Miguel de Barros (à direita) no encontro dos representantes das 22 comunidades vencedoras do Prémio Equador 2019 para o ambiente e clima na Fordham University (Nova Yorque). 23 de Setembro de 2019. Miguel de Barros

“O mundo também pode aprender” com a Guiné-Bissau na luta contra as alterações climáticas. As palavras são de Miguel de Barros, director-executivo da associação ambientalista Tiniguena e membro do Conselho de Gestão da Área Marinha Protegida Comunitária Urok, no arquipélago de Bijagós. Este Conselho foi reconhecido pelas Nações Unidas como uma solução inovadora para enfrentar os desafios das mudanças climáticas e é um dos 22 projectos vencedores do Prémio Equador da ONU. Miguel de Barros recebe o prémio esta terça-feira e é o nosso convidado.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.