Acesso ao principal conteúdo
Moçambique

Governo moçambicano às voltas com o escândalo da dívida oculta

Governo moçambicano e dívida da EMATUM - Empresa Moçambicana de Atum
Governo moçambicano e dívida da EMATUM - Empresa Moçambicana de Atum DR

Em Moçambique, a Procuradoria Geral República vai processar a Proindicus, uma das três empresas que contraiu a divida com garantias do estado no âmbito das chamadas dívidas ocultas. O ministro da Economia e finanças fez este anúncio enviando à sociedade uma mensagem de transparência.

Publicidade

Moçambique quer manter uma imagem de um país sério, credível e de confiança junto dos parceiros e credores internacionais da dívida pública de pouco mais de 2 mil milhões de dólares e por isso revelou o ministro da economia e finanças que a Procuradoria Geral República está a processar a Proindicus, uma das três empresas que contraiu a divida com garantias do estado.

"A Proindicus e MAM estão na categoria daquilo que nos chamamos internamente dívida oculta. Ematum não esta na divida oculta.

"Porque todos estamos a depender do estado, a procuradoria geral da República impos uma acção no tribunal inglês porque é lá onde devem ser dirimidos os conflitos e, neste momento, a Procuradoria Geral da República está usando os seus advogados, a ver até que ponto podemos também não ser responsabilizados pela divida da MAM. "

Adriano Maleiane justifica assim contra todas as críticas da sociedade, o pagamento ao longo da semana de 38 milhões de dólares referentes a parte da dívida da EMATUM, considerada ilegal pelo Conselho constitucional de Moçambique.

De Maputo, o nosso correspondente, Orfeu Lisboa.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.