Acesso ao principal conteúdo
Convidado

Moçambique: Armando Guebuza citado no julgamento sobre dívida oculta nos EUA

Áudio 25:36
Armando Guebuza, antigo Presidente de Moçambique entre 2005 e 2015
Armando Guebuza, antigo Presidente de Moçambique entre 2005 e 2015 Reuters / Grant Lee Neuenburg

Decorre até sexta-feira (22/11) no Tribunal de Nova Iorque o julgamento de Jean Boustani, cidadão franco-libanês, negociador da empresa de construção naval Privinvest, considerado o arquitecto das dívidas ocultas de Moçambique de 2.2 mil milhões de dólares, contraídas à revelia do parlamento entre 2013 e 2014, durante o mandato de Armando Guebuza, citado esta terça-feira (10/11) em tribunal por Jean Boustani, que revelou como conheceu o então Presidente, que lhe pediu o apoio da Privinvest para a protecção da faixa costeira e apoios à Frelimo, que teria recebido de uma subsidiária da Privinvest 10 milhões de dólares em 2014, ano de eleições gerais nas quais Filipe Nyusi foi eleito para suceder a Armando Guebuza.Oiça a entrevista com o investigador do CIP, Borges Nhamire, que está a seguir este julgamento em Nova Iorque.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.