Acesso ao principal conteúdo
Moçambique

1° grupo de ex-guerrilheiros da Renamo nas fileiras da polícia em Moçambique

Polícia da ordem e segurança públicas em Moçambique reforçada com integração de elementos da Renamo
Polícia da ordem e segurança públicas em Moçambique reforçada com integração de elementos da Renamo Lusa

Em Moçambique foi hoje integrado o primeiro grupo de 10 antigos guerrilheiros da Renamo nas fileiras da polícia nacional. São polícias que cumpriram o curriculum do curso básico de formação realizado de comum acordo entre o governo e a Renamo, no quadro do programa de desmilitarização. 

Publicidade

Trata-se do encerramento do primeiro curso básico da polícia realizado com base nos consensos alcançados entre o governo e a Renamo no âmbito do programa de Desmilitarização, Desmobilização e Reintegração que integra os homens armados do principal partido da oposição que considera estar a cumprir parte do seu compromisso.

Foram 110 dias de um programa de formação deste primeiro curso da polícia nacional de Moçambique onde são integrados antigos guerrilheiros da Renamo.

Para Bernardino Rafael, comandante-geral da Polícia, os elementos da polícia agora formados, "estão  munidos de ferramenta suficiente para garantir a ordem e segurança pública" em Moçambique.

Têm ainda como funções, "prevenir o crime, acidente de viação e suas consequências, acima de tudo, garantir a livre circulação dos moçambicanos e dos seus bens", acrescentou, o comandante-geral da polícia moçambicana. 

Durante a cerimónia de encerramento deste curso da polícia da República moçambicana, Bernardino Rafael, sublinhou ainda que "os problemas do centro e do norte sobretudo da província do Cabo Delgado, precisam de nós todos para podermos encontrar as soluções". 

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.