Acesso ao principal conteúdo

Moçambique: Guerrilheiros da Renamo vão entregar as armas

Ossufo Momade, novo presidente da Renamo
Ossufo Momade, novo presidente da Renamo Lusa

Em entrevista à agência de notícias Lusa, Ossufo Momade garantiu que o desarmamento dos 5.000 guerrilheiros da Renamo, principal partido da oposição no país, está prestes a arrancar.

Publicidade

O líder da principal força de oposição em Moçambique disse à Lusa que o processo de desmobilização está prestes a iniciar, garantindo que os 5.000 guerrilheiros da Renamo vão entregar as armas antigas.

Ossufo Momade refere que a demora no arranque do processo de desmilitarização, desmobilização e reintegração se ficou a dever a questões de agenda, nomeadamente a realização das eleições gerais que tiveram lugar no país, em Outubro do ano passado.

Até agora apenas de 10 oficiais da Renamo entregaram as armas, estes homens tinham ingressado no Comando-Geral da Polícia moçambicana, concluindo instrução em Novembro.

A base da Renamo em Savana, distrito de Dondo, na província de Sofala, deverá acolher todo o processo. Todavia, Ossufo Mmade defende uma desmobilização “condigna” e que integre a família dos guerrilheiros. Para cada um dos cinco mil homens que entregue as armas haverá duas opções: o acesso à polícia, ou a desmobilização e reintegração na sociedade, ou seja voltarem às suas aldeias.

O líder da Renamo, que não se compromete com datas para a conclusão da desmobilização e reintegração, acredita que com as ajudas financeiros prometidos pela comunidade internacional o processo poderá chegar a bom porto.

Ossufo Momade classifica o grupo, liderado por Mariano Nhongo, como desertor e afasta-se do grupo de guerrilheiros que tem estado a violar os acordos e que é suspeito de perpetrar os ataques armados que já fizeram 20 mortos desde Agosto, no centro do país.

 

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.