Acesso ao principal conteúdo
Convidado

Moçambique: ataque ao secretário-geral da Renamo

Áudio 11:35
Gorongosa, província de Sofala, em Moçambique
Gorongosa, província de Sofala, em Moçambique http://www.geos.ed.ac.uk/miombo/Location.html

O secretàrio geral da Renamo Manuel Bissopo foi ontem (20/01) baleado na cidade da Beira, província de Sofala, num ataque que causou a morte do seu guarda-costas e cujos contornos são ainda desconhecidos e que a Renamo atribui às Forças Armadas de Defesa e Segurança de Moçambique.O porta-voz da Frelimo, Damião José, considerou hoje (21/01) estas acusações "infundadas e precipitadas", denunciou "mais uma acção criminosa que lamentamos profundamente e condenamos" e aconselhou a Renamo a desarmar os seus homens.A polícia afirma não ter ainda pistas mas confirma que indivíduos desconhecidos transportados em viaturas não identificadas dispararam três tiros de AKM contra a viatura de Manuel Bissopo.Na véspera a sede da Renamo em Maputo tinha sido cercada pela polícia, enquanto o líder da perdiz Afonso Dhlakama que està em parte incerta desde o ataque à sua residência também na cidade da Beira a 9 de Outubro, reitera que a partir de Março vai governar nas seis províncias em que reivindica ter ganho as eleições gerais de Outubro de 2014.Fernando Lima, jornalista e presidente do conselho de administração da Media Coop, detentora dos jornais Savana e Media Fax, considera que a esta subida de tensão se acrescem acusações mútuas de ataques, raptos e mortos nas províncias de Sofala e Zambézia, facto aliás ontem denunciado por Manuel Bissopo. Quanto à alegada "savimbização" do conflito moçambicano Fernando Lima admite que "há forças que gostavam de ver uma solução à angolana...nomeadamente com a eliminação física de Dhlakama...acredito que essas forças continuam minoritárias e que as forças que querem diálogo...têm pelo menos força suficiente para impedir que outras soluções triunfem".  

Publicidade

 

 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.