Acesso ao principal conteúdo

Moçambique: central de Nacala reduz défice energético

Gás e demais recursos moçambicanos
Gás e demais recursos moçambicanos DR

Moçambique prepara-se para inaugurar uma central eléctrica fluctuante em Nacala que fornecerá energia ao norte do país e à vizinha Zâmbia.

Publicidade

Está quase terminada a instalação da central eléctrica de Nacala que terá uma capacidade de produção de cerca de 110 megawatts.

Pedro Couto, o ministro dos Recursos Minerais e Energia, e Mateus Magala, o PCA da Electricidade de Moçambique, estiveram esta quinta-feira no Porto de Nacala para visitar a futura central cujos testes arrancam brevemente.

A primeira central fluctuante moçambicana deverá arrancar neste mês de março sendo que a infra-estrutura decorre de um convénio entre os governos moçambicano e zambiano, que beneficiaram da produção, e turco, que assegura a manutenção da instalação.

A energia gerada destina-se a reduzir o crónico défice energético do região norte de Moçambique, ou seja das províncias de Nampula, Cabo Delgado e Niassa, mas também a exportar para a Zâmbia.

Victor Hugo Nicolau, sociólogo radicado em Moçambique, fala de um contributo ligeiro a nível nacional mas substancial para o norte do país.

Victor Hugo Nicolau - Central do Porto de Nacala

De referir também que, no passado dia 19 de fevereiro, foi inaugurada uma central termoeléctrica a gás natural no distrito de Moamba, província de Maputo. Trata-se da primeira central a gás construída de raiz com investimento privado em Moçambique.

O gás natural provém da exploração on-shore de Pande e Temane e a central terá capacidade de gerar cerca de 120 megawatts, o equivalente a cerca de 24 % das necessidades da região sul do país se for excluído o projecto de exploração de alumínio da Mozal.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.