Acesso ao principal conteúdo
Moçambique

Governo de Moçambique justifica dívida externa

Primeiro - ministro de Moçambique, Carlos Agostinho do Rosário
Primeiro - ministro de Moçambique, Carlos Agostinho do Rosário DR

O governo mocambicano quebrou o silêncio quanto à dívida externa do país, em particular as garantias ligadas às empresas EMATUM, PROINDICUS e Mozambique Asset Management. Em conferência de imprensa, o Primeiro- ministro, Carlos Agostinho do Rosário, revelou os valores envolvidos.

Publicidade

O Primeiro - ministro moçambicano falou aos órgãos de comunicação social num dia em que a capital do país acordou com movimentações de carros blindados, e a notória presenca policial nas ruas, devido à convocatória - através das redes sociais - de marchas sem rosto para finais deste mês e início de Maio, contra a elevada dívida pública.

Segundo o governante, a par da dívida da EMATUM, o Governo - no período de 2013-2014 - emitiu garantias a favor dos créditos contraídos por entidades económicas, nomeadamente:
 

• Proindicus, S.A. no valor de USD 622 milhões;
• MAM, S.A. no valor de USD 535 milhões.

A Proindicus, S.A, tem como objectivo prestar serviços de segurança às empresas de hidrocarbonetos, contribuir para protecção das embarcações marítimas e tráfego, e fornecer serviços de busca e salvamento de embarcações nas águas territoriais de Moçambique.

Já a Mozambique Asset Management S.A, tem como objectivo prestar serviços à PROINDICUS e outras empresas, para evitar a saída de divisas no processo de reparação e manutenção de embarcações destas empresas.

Pode ler-se no seu discurso que, para assegurar que as dívidas destas empresas não recaiam no bolso do cidadão, o Governo está a trabalhar com as empresas com vista a asseguar que iniciem as suas actividades e honrem os seus compromissos.

 

Oiça aqui a correspondência de Orfeu Lisboa, em Maputo

 

Entretanto um forte dispositivo militar e de polícia está mobilizado nas ruas de Maputo, com em pano de fundo o especto de protestos convocados pelas redes sociais denunciando o peso da dívida pública.

Confira aqui as imagens.

{{ scope.counterText }}
{{ scope.legend }}© {{ scope.credits }}
{{ scope.counterText }}

{{ scope.legend }}

© {{ scope.credits }}

 

 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.