Acesso ao principal conteúdo
MOÇAMBIQUE

Moçambique: relato de cadáveres na Gorongosa

Um dos 15 corpos fotografados dia 1 de Maio na mata na Gorongosa, centro de Moçambique
Um dos 15 corpos fotografados dia 1 de Maio na mata na Gorongosa, centro de Moçambique Lusa

 Um jornalista moçambicano fotografou entre as localidades de Muare e Tropa, no distrito da Gorongosa, corpos de um grupo de 15 cadáveres, encontrados perto da alegada vala comum denunciada por camponeses na semana passada.

Publicidade

André Catueira tentou deslocar-se à região do distrito da Gorongosa, província de Sofala, onde camponeses alegaram exisitir uma vala comum com uma centena de corpos, como anunciado a 30 de Abril.

O forte dispositivo militar e da polícia impossibilitou-lhe, porém, o acesso à área onde acabou por ser surpreendido por um "forte cheiro e por voos de abutres".

Terá, então, conforme relatou à RFI, chegado ao local "onde havia 15 corpos que nós conseguimos fotografar : 11 dos quais debaixo de uma ponte junto à estrada nacional N°1 e os restantes 4 numa pequena savana, numa separação de mais ou menos 200 metros...uns corpos são recentes e outros não" afirma o foto-jornalista, que acredita ser "possível uma investigação imparcial e transparente", que permita numa primeira fase identificar os corpos.

A EN1 é o principal eixo rodoviário que liga o Norte ao Centro e ao Sul de Moçambique e abrange uma zona que tem sido palco de confrontos entre a Renamo e o exército moçambicano, com acusações mútuas de atrocidades e fuzilamentos sumários.

O movimento da perdiz recusa aceitar os resultados das eleições de 15 Outubro de 2014 que deram oficialmente a vitória à Frelimo, partido no poder, e ao seu candidato presidencial, Filipe Nyusi e ameaça assumir o poder nas 6 províncias nortenhas e centrais onde reclama vitória no escrutínio, entre as quais Sofala.

A tensão político-militar em Moçambique levou à fuga de mais de dez mil pessoas do centro do país que se refugiaram no vizinho Malawi.

O governo e a polícia moçambicanos desmentiram na sexta-feira (29/04) a existência de uma vala comum na região da Gorongosa.

 

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.