Acesso ao principal conteúdo
Política /Moçambique

Suspeitas de corrupção em contrato entre a Embraer e a LAM

Embraer é o terceiro maior construtor de aeronaves no mundo.
Embraer é o terceiro maior construtor de aeronaves no mundo. Wikipedia

Investigações efectuadas pelo Ministério da Justiça dos Estados Unidos apuram suspeitas de um possível suborno de agentes públicos em Moçambique , por parte da Embraer , no âmbito da venda à LAM( Linhas Aéreas de Moçambique )de dois aviões do tipo Embraer 190, no ano de 2008. A construtora de aeronaves brasileira é investigada pela justiça norte americana, por ter interesses comerciais no território dos Estados Unidos. A legislação americana sanciona as empresas que operam no seu território, quando há suspeitas de corrupçao de funcionários públicos estrangeiros com o fim de obter contratos.

Publicidade

 Reagindo a uma investigação do departamento de justiça norte americano que revela que Moçambique terá sido beneficiário de uma campanha massiva de suborno internacional na aquisição de duas aeronaves Embraer 190 por parte de responsáveis do fabricante brasileiro, as autoridades moçambicanas também visadas nas investigações afirmam não ter nenhum conhecimento do caso. Foi o que confirmou, Carlos Mesquita , Ministro dos Transportes e Comunicações de Moçambique.

 A notícia da suposta subfacturação revela que as Linhas Aéreas de Moçambique LAM, companhia de bandeira nacional detida pelo estado em 80 por cento, terá comprado a Embraer, em 2008, duas aeronaves no valor de 72 milhões de dólares quando na na realidade e segundo as investigações do Ministério Público americano,o valor da aquisição terá atingido os 100 milhões de dólares. De acordo com o jornal brasileiro A Folha, a Embraer é alvo de investigações , por parte da justiça americana desde 2010. As firmas estrangeiras que operam no território dos Estados Unidos são abrangidas pela legislação americana, independentemente da geografia  dos negócios  efectuadas pela mesmas. 

 

 

 

 

 

 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.