Acesso ao principal conteúdo
Moçambique

Juízes moçambicanos no combate à violência doméstica

A violência doméstica ainda é problemática em Moçambique
A violência doméstica ainda é problemática em Moçambique GIANLUIGI GUERCIA / AFP

A violência doméstica já é uma calamidade pública em Moçambique. Para combater o problema, a Associação Moçambicana de Juízes criou o Fórum Nacional dos Magistrados.

Publicidade

Foi criado em Moçambique o Fórum Nacional dos magistrados que actuam em casos de violência doméstica.

Uniformizar procedimentos e manter aceso o debate em torno desta problemática é cada vez mais crescente na sociedade moçambicana. Este é o objectivo da iniciativa da Associação Moçambicana de Juízes (AMJ) como explica o presidente órgão Carlos Mondlane.

"Este é um problema de calamidade pública. A AMJ criou uma equipa que vai trabalhar no seguimento dos casos de violência doméstica indicando formas de agir, práticas que sejam comuns a serem usadas por todos os magistrados. Isto vai ser feito em articulação com a sociedade civil", descreveu o presidente da AMJ.

No rol dos objectivos está também a sensibilização dos magistrados judiciais no atendimento das questões relativas à violência doméstica.

A desigualdade de género continua a ser uma realidade no país, na sociedade em geral e nas famílias em particular e os dados existentes apontam que cerca de 70 % das mulheres moçambicanas já viveram situações de violência ao longo da sua vida como nos explica o nosso correspondente em Maputo, Orfeu Lisboa.

Correspondente de Maputo, Orfeu Lisboa

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.