Acesso ao principal conteúdo
Moçambique

Comandante moçambicano combate corrupção na polícia

Novo comandante-geral da polícia moçambicana quer combater corrupção entre agentes policiais
Novo comandante-geral da polícia moçambicana quer combater corrupção entre agentes policiais AFP/Archives

Em Moçambique, o novo comandante-geral da polícia decretou tolerância zero à corrupção no seio da polícia. Bernardino Rafael adverte mesmo que as celas e as algemas estão também abertas aos agentes da lei que pautarem por comportamentos desviantes. Uma medida adoptada depois de muitas queixas de turistas que visitam o país.

Publicidade

O novo comandante-geral da polícia moçambicana lança, para dentro da corporação, um sério aviso, anunciando que passa a haver tolerância zero em matéria de corrupção.

Face a queixas de turistas que têm sido vítimas de actos de corrupção, em Moçambique, Bernardino Rafael, exige dos membros da corporação uma nova postura.

O novo Comandante-Geral da Polícia moçambicana que substituiu Júlio dos Santos Jane assumiu o cargo numa altura em que se defende urgente a purificação das fileiras por sucessivos escândalos.

São escândalos em que os agentes estão envolvidos em várias práticas criminais como assaltos a mão armada, corrupção e extorsão na via pública.

De Maputo, o nosso correspondente, Orfeu Lisboa.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.