Acesso ao principal conteúdo
MOÇAMBIQUE/ZIMBABUÉ

Moçambique atento a fronteiras com Zimbabué

Exército zimbabueano em patrulha em Harare.
Exército zimbabueano em patrulha em Harare. Reuters

A segurança nas fronteiras moçambicanas com o Zimbabué podera ser reforçada caso a situação político-militar se agrave. Em causa está a movimentação de cidadãos que se começa a registar, embora ainda não seja grave de acordo com as autoridades, que temem por dias piores na ex colónia britânica.

Publicidade

As fronteiras moçambicanas com o vizinho Zimbabué comecam a registar alguma movimentação de cidadãos sobretudo moçambicanos que residem neste país vizinho.

Temem o agravamento da situação  política depois que o exército assumiu o controlo do poder e forçou, nos últimos três dias, o presidente Roberto Mugabe, há 37 anos no poder, a prisão domiciliária.

Caso a situação prevaleça, as autoridades poderão reforçar a segurança fronteiriça como referiu José Marizane, Chefe do Posto de fronteira de Machipanda, na província de Manica, no centro do país.

Esta que é a principal porta de entrada de pessoas e bens a partir do Zimbabué para o centro de Moçambique e, ou vice-versa.

Confira aqui a correspondência de Orfeu Lisboa em Maputo.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.