Acesso ao principal conteúdo
Moçambique

Estados Unidos ajudam no combate ao HIV/Sida em Moçambique

Luta contra o HIV/Sida
Luta contra o HIV/Sida AFP FOTO/ Manjunath KIRAN

O embaixador dos Estados Unidos da América em Moçambique, Dean Pittman, anunciou que o seu país vai investir 400 milhões de dólares no combate ao HIV/ Sida. Ajudar o país a combater os altos índices da doença é o principal objectivo.

Publicidade

O Embaixador norte-americano em Moçambique anunciou um importante investimento a ser feito, ainda este ano, no combate ao HIV/Sida no país.

O diplomata dos Estados Unidos da América, Dean Pittman, advertiu que o sucesso na luta contra esta doença requer também uma intervenção financeira forte do governo moçambicano.

O Inquérito de Indicadores de Imunização, Malária e HIV/Sida em Moçambique revela que a prevalência do HIV/Sida subiu de 11,5% em 2009 para 13,2% em 2015 no país.

Recorde-se que em 2016, 62 mil pessoas morreram em Moçambique vítimas do HIV/Sida. E há ainda cerca de 1,9 milhões de pessoas a viver com o vírus no país.

As mulheres são as mais afectadas pela doença sendo que a província de Gaza, no sul de Moçambique, com 24 % detêm a maior taxa de infecção contra 5% na província central de Tete, que tem a taxa mais baixa do país.

Mais pormenores com o nosso correspondente Orfeu Lisboa.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.